segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Estudo diz que Bob Esponja afeta atenção e aprendizado de crianças


Pesquisa foi feita com 60 crianças com 4 anos de idade.
Trabalho foi publicado na revista médica 'Pediatrics'.


O personagem de desenho animado Bob Esponja pode prejudicar a atenção e a capacidade para aprendizado em crianças de 4 anos, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira (12) na revista médica "Pediatrics".

Segundo a cientista Angeline Lillard, autora principal do trabalho, somente 9 minutos de exposição ao desenho são suficientes para afetar os garotos. A velocidade do desenho é apontada como o fator que desconcentra os jovens telespectadores.

O trabalho foi realizado com 60 crianças, que foram divididas em grupos para assistir ao desenho da esponja falante ou a episódios de "Caillou", uma atração na qual a ação é mais devagar. Uma terceira opção disponível era pintar.

Nove minutos depois, as crianças passaram por testes para medir as funções mentais. Ao término da avaliação, os cientistas descobriram que o pior desempenho veio dos garotos espectadores de Bob Esponja.

Outro teste, que mediu a impulsividade das crianças, mostrou que o desenho deixa as crianças ansiosas, já que elas demoraram apenas 2 minutos e meio para atacar os lanches oferecidos como brindes. Os outros dois grupos de garotos levaram, no mínimo, 4 minutos para abrir os pacotes de comida.

A média dos episódios de desenhos infantis é de 22 minutos. Para Dimitri Christakis, especialista em desenvolvimento infantil do Hospital de Crianças de Seattle, nos Estados Unidos, assistir a episódios inteiros pode ser ainda mais nocivo à saúde dos jovens de 4 anos, mas lembra que são necessários outros estudos para provar esse efeito. Ele escreveu um editorial na revista para alertar aos leitores como a exposição midiática também é uma questão de saúde pública.

Pesquisas anteriores já mostravam como a exposição demorada à TV está ligada ao déficit de atenção em crianças. Agora, os pesquisadores defendem que mesmo uma curta exposição à rapidez das imagens de desenhos como Bob Esponja podem afetar os jovens, o que deve servir de alerta aos pais, segundo Lillard.

O porta-voz da rede de televisão Nickelodeon, responsável por transmitir o desenho, afirmou que a faixa etária da atração está entre 6 e 11 anos. Para a autora do estudo, o caso do Bob Esponja não é único, já que o problema está na velocidade das imagens, que pode atrapalhar os jovens em atividades que necessitem de atenção como o estudo.

Lillard afirma que as crianças não foram diagnosticadas com problemas de atenção anteriores e tiravam as mesmas notas em avaliações oferecidas pelos pais.

SERÁ? Crianças nem sei, agora adultos...

Sou eu ou vocês também estão vendo um morcego(do Batman) vermelho na boca do Bob?
Fonte: G1 ou a da juventude!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário